sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Resenha #26 O caso de Charles Dexter Ward




O caso de Charles Dexter Ward - Aos vinte e seis anos Charles Dexter Ward foi internado com relutância por seu pai. Sua loucura, no entanto, não tinha afinidade com nenhum caso já registrado e médicos e psiquiatras não conseguiam diagnostica-la. Afinal, Ward é reconhecidamente dotado de uma mente poderosa e lúcida, o que desconcerta os psiquiatras. Fisicamente, parece muito mais velho; nos exames, sua respiração e funcionamento cardíaco revelam-se assimétricos, as reações nervosas incomuns; a voz é quase um sussurro, marcas de nascença desaparecem e seu processo metabólicos são retardados. Tudo isso desconcerta também os médicos.
Somente o doutor Willett, que vira o jovem Ward nascer e o acompanhara nos últimos anos, sabia o que realmente estava acontecendo. Interessado por antiguidades, historia e genealogia, Ward progressivamente se voltou para uma profunda investigação no campo do ocultismo, após ter descoberto um quadro e papéis de um seu antepassado. Foram estes que sem dúvida lhe abriram as visões negras cujo fim era mais profundo que o inferno.

Primeiramente para falar sobre esse livro é necessário falar sobre seu escritor, Howard Philips Lovercraft, nascido em Providence, Rhode Island ( 1890 - 1937). Ele é um dos mais importante escritores de ficção cientifica, fantasia e terro do século XX. Interessava-se pela ciência e suas conquistas modernas e pelo ocultismo. Tão cultuado como EdgarAllan Poe, escreveu várias historias de terror e sobrenatural que influenciaram o desenvolvimento da Science Fiction.
Suas principais obras são:

Romance
O chamado de Cthulhu, 1926
Nas montanha da loucura, 1931

Novela
O caso de Charles Dexter Ward, 1941

Contos
O medo à espreita, 1923
Os ratos nas paredes, 1924
O intruso, 1926



Desse livro só posso falar que esse escritor merece ser lido, acabei de terminar o Caso de Charles Dexter Ward, e já vou procurar seus contos, para ler. Suas historias são instigantes e pessimistas quase um pesadelo mas que merecem muito ser lido. Principalmente para amantes de livros de terror, embora eu tenha demorado muito para descobrir esse escritor.
Uma das coisas que me agradou no livro, é o fato dele não ser uma narrativa e sim um relato, mesmo isso tornando-se um pouco cansativo no decorrer da historia, mas nada que tirar o mérito do livro. A trama se desenvolve de forma muito boa, mas o momento de êxtase só venha ocorrer próximo ao final do livro.