sábado, 29 de outubro de 2016

O retorno de Lobo Solitário



- Definitivamente uma obra prima, um título obrigatório em sua coleção!

"
A morte caminha no vento e eu sou apenas uma folha. Meu corpo deve trilhar os seis caminhos: o do paraíso, do humano, do assassinato, da besta-fera, do demônio e do inferno. Ou deve passar através das quatro vidas: a semente, o ovo, o útero e a reencarnação. Para unir os opostos de Mu (vazio). Ogami, Ito"


Kozure Okami ou, como ficou conhecido por aqui, Lobo Solitário, começou a ser publicado em 1970 no Japão, consagrando-se como um dos títulos de maior sucesso, estima-se que foram vendidos mais de 8 milhões de exemplares na época. O mangá começou a ser serializada na revista "Weekly Manga Action", publicado pela editora "Futabasha", permanecendo em publicação por 6 anos e totalizando 28 volumes encadernados. No Brasil, a obra foi publicada inicialmente pela editora Cedibra no final do anos 80 e posteriormente, no início dos anos 90, pela editora Nova Sampa. Infelizmente ambas publicações não vingaram e ficaram incompletas. No entanto, no ano de 2005, a editora Panini publicou a obra e seguiu até sua conclusãi. 

O legado de Lobo Solitário, autoria dos mestres Kazuo Koike (roteiro) e Goseki Kojima (desenhos), inspirou e continua inspirando a criação de inúmeros filmes, animes, livros, mangás, comics, além de inúmeros autores espalhados ao redor do mundo.

- O retorno pela editora Panini:


Em abril deste ano, durante o evento Festival Guia dos Quadrinhos, a editora Panini confirmou o relançamento de Lobo Solitário. Praticamente após onze anos, finalmente teremos uma nova edição. A Panini não liberou muitas informações, mas salientou que a republicação seguirá os moldes das edições de Vagabond, ou seja, provavelmente teremos Lobo Solitário em papel offset (de boa qualidade), capa com orelhas, verniz e sabe-se mais lá o que. E para nossa alegria, segundo a página do Facebook da "Mangás Brasil", o preço do mangá "vazou". Confiram o print:

Como podem observar vazou até outro provável título da editora, mas isso fica pra outra matéria.
- Sinopse:

O mangá conta a história do ex-executor de elite do Shogun Tokugawa Ieyasu, Itto Ogami. Vítima de uma conspiração de um clã rival, a vida de Ogami transforma-se num verdadeiro inferno! Sua família é assassinada, tendo como único sobrevivente do massacre seu filho recém-nascido, Daigoro. Além disso, Itto perde - de forma desonrosa – seu título no Shogunato. Sendo assim, pai e filho trilham pelos caminhos do "Meifumadô" em busca de vingança. Itto, sob a forma de um samurai errante, um “ronin”, sem senhor ou lealdade, vendendo sua espada por dinheiro. Enquanto seu filho, o pequeno Daigoro, uma criança forte e determinada, acompanhará o pai até as últimas consequências.
- O mangá e suas sequências:

A primeira série em mangá de Lobo Solitário foi publicada entre os anos de 1970 a 1976 no Japão. A série completa foi compilada em 28 volumes e ganhou inúmeras republicações. A mais recente delas, salvo engano, foi concluída em 2013.


Capas das edições Aizouban publicadas entre 2011 a 2013 no Japão.
Em meados de 2003, a dupla Kazuo Koike e Hideki Mori; responsáveis respectivamente pelo roteiro e arte, juntaram-se e lançaram "Shin Kozure Okami" (Novo Lobo Solitário). A obra é uma sequência direta de onde terminou a série original. Em "Shin Kozuke Okami" acompanharemos a vida de Daigoro, o filho de Itto Ogami, após o sangrento desfecho da série original. A obra foi encerrada com onze volumes no Japão.

Capas do primeiro e último volume de "Shin Kozure Okami"
Por fim, em 2007 foi a vez de "Soshite, Kozure Ookami: Shikaku no Ko" (Mais Lobo Solitário:  Os Olhos da Criança). Esta sequência foi mais curtinha, sendo finalizada em 2011 com apenas cinco volumes.


- Filmografia e séries para TV:


Conforme mencionado, o legado de Lobo Solitário não limitou-se apenas aos mangás, mas expandiu-se para outras mídias. No cinema, os filmes ficaram conhecidos devido fidelidade ao mangá.


Relação dos filmes:

1972 - Lone Wolf and Cub: Sword of Vengeance
1972 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart at the River Styx
1972 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart to Hades
1972 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart in Peril
1973 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart in the Land of Demons
1974 - Lone Wolf and Cub: White Heaven in Hell
1980 - Shogun Assassin

No Brasil, a "Versátil Home Video" lançou uma caixa com 3 DVDs, contendo os seis primeiros filmes de Lobo Solitário.

Quase que concomitantemente aos primeiros filmes, estreava a série de tv de Lobo Solitário na Terra do Sol Nascente. Nem é preciso dizer que o seriado foi um grande sucesso por lá. Os 79 episódios foram divididos em três temporadas exibidas entre os anos de 1973 até 1976.
 

Respectivamente primeira, segunda e terceira temporada do seriado de Lobo Solitário.
Por incrível que pareça, o seriado dos anos 70 foi exibido no Brasil pela Tv Record, sob o título de "O Samurai Fugitivo" durante a década de 80.

   Abertura da série de TV

- Veredito final:

Esse que vos escreve não recomenda, mas praticamente implora para que você acompanhe a saga de Itto Ogami junto de seu filho. Lembre-se "jamais julgue um livro pela capa", ou seja, nem cogite a possibilidade de imaginar que essa obra seja datada. Acredite, o mangá é capaz de instigar/provocar o leitor à inúmeras reflexões, como também causa um  prazer inenarrável diante da incrível arte do mestre Kojima.

Lobo Solitário vai além de qualquer estereótipo que um mangá ou qualquer outro quadrinho poderia "carregar", Lobo Solitário transcende a tudo isso e sobressai como um grande clássico. Portanto, independentemente de  sua preferência, esta obra é mais do que recomendada.
Um pai conhece o coração do filho, como só o filho conhece o do pai. Um estranho não entenderia.


Por Viriatus


Acompanhe-nos em nossas redes sociais:

- Página Leitura Mania no Facebook:
https://www.facebook.com/Leitura-Mania-618462511630488

- Grupo Leitura Mania no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/1411965975486942