sexta-feira, 2 de outubro de 2015

XVII Bienal do Livro

Aconteceu no mês passado no Rio, a XVII Bienal do Livro dos dias 3 a 13, evento que traz diversos autores nacionais, internacionas e editoras para interagir diretamente com o público.
Nessa  edição, tive a oportunidade de fazer uma coisa que nunca havia feito antes: ir à bienal durante a semana e não apenas nos finais de semana. Então, tentei dividir as compras e as autoras para aproveitar ao máximo estes dias. Os dias com autores  :

Dia 3 (Carina Rissi): Primeiro dia de feira, super calmo. Fui com os meus pais, percorremos todo o evento e era visível o quanto os corredores e estandes estavam maiores que na edição passada. Consegui ver a Carina Rissi no Cubo Voxes e nossa... primeira vez que a vi e que fofa! Super simpática. Ela falou sobre o filme de Perdida, Destinados e outros futuros lançamentos dela. Nesse dia, ela autografou sem senha e sem limite de livros ( eu levei 6 O.o ) e ela autografou todos nominais *-*.





Dia 4 (Bianca Briones): Arrastei meus amigos pelas principais editoras que estavam novamente calmas e com poucas filas. Dei sorte e achei a Bianca Briones no meio do dia passeando, ainda consegui assistir ao bate papo dela com a Pam Gonçalves sobre New Adult na Ed Record. Eu adoro esse gênero e gostei muito de ouvir a discussão incluindo uma autora dele. Começaram a chegar os bottons de brindes em algumas editoras, mas ainda estava bem difícil pegar (sou uma colecionadora viciada em botons).

Dia 5(Julia Quinn, Leigh Bardugo): Primeiro dia de grande público e com grandes autores, nesse dia vi muitas filas pra pagar, mas não teve quase fila para entrar no estande como teve na edição passada e chegaram os bottons das editoras, então comecei a caçada . Como eu queria senha pra Julia Quinn, que era distribuída na central de senha na hora da abertura, eu cheguei às 7 horas (a bienal abria às 10 h). Deu um pouco de confusão quando a fila de quem estava a pé encontrou com a de quem estava de carro, porém o importante é que eu consegui a senha *-* Eles estavam mandando a fila de pegar a senha direta para fila de autógrafo, mas dava pra sair e depois voltar, então comprei os livros dela que poderiam ser autografados e voltei tranquilamente. Só fiquei meio chateada porque podiam 2 livros por pessoa mas nenhum era nominal. Apesar de ter conseguido a senha do bate papo dela, não pude ver, pois tive que ir pra fila da senha de Leigh Bardugo.
O bate papo da Leigh foi ótimo, depois que ela falou quem fez o Darkling, o vilão, propositalmente atraente, eu num momento "vergonha alheia" perguntei se ela fez a mocinha chata de propósito e adorei o fato dela ter levado super numa boa e falado que não era proposital, porém o importante era o que o leitor achava. Ao pedirem que escolhesse um único livro pra recomendar, ela falou How’s Moving Castle (Castelo animado), livro esse que estou enrolando há anos pra ler, mas depois dessa recomendação, estou só esperando a entrega dele.
Depois do bate papo, a fila do autógrafo foi rápida e ela ainda trouxe  bottons para distribuir. Nesse dia também, estava na bienal o David Nichols. Eu adoraria ter conhecido ele, mas não dava pra ficar na fila dele e fazer todo o resto.

Dia6(Off bienal- Julia Quinn e Carina Rissi/Bienal- Collen Hoover): Eu não fui mas, minha amiga que foi me contou que estava super tranquilo, a Julia autografou uma quantidade livre de livros e todos poderiam ser nominais. Então, sabendo que não tinha conseguido um nominal, ela me deu ele de presente <3 A Collen Hoover estava na bienal nesse dia, porém ela também faria  outra seção no dia 7 com mais senhas e etc, então eu fui na outra seção.
Dia 7(Off bienal – Collen Hover/Bienal Joseph Delaney): Gente, sem palavras para expressar meu amor pela Record por organizarem isso; 500 senhas, 7 livros por pessoa com 1 nominal e mais bate papo antes? Melhor decisão ever não ter ido na bienal no dia dela! Primeiro, tinham falado que o bate papo só seria pras primeiras senhas (que eu infelizmente não consegui) mas, na hora, colocaram um telão pro pessoal do lado de fora e foi super sucesso. Muito Diva ela! Mas que mulher má, sempre que alguém falava "seu livro me matou" ou "eu sofri" ela sorria e falava "Que Bom!". Eu ainda, sortuda, achei o Joseph Delaney passeando pelo shopping com a esposa bem antes de ir à Bienal. Arrumei um papel, caneta e pedi um autógrafo e uma foto. Os dois com aquele sotaque britânico (*-*) e olha, que pessoas simpáticas! (que nem ligaram de serem parados por uma maluca meio que do nada).

Dia 11(Barbara Morais):
Comprei o livro meio de curiosa, mas quando a achei, ela estava recomendando um romance histórico, então ela eu já adorei, só falta gostar do livro.


Dia 13(F.M.Pepper):
Na verdade, eu já havia comprado o livro dela, autografado e tirado foto com ela dia 5, mas sem as mortes e, por favor, muito melhor com. A fofa da Pepper emprestou um dos livros pra tirar a foto com os três ( já que o meu já estava em casa feliz;)). Também não tive a oportunidade de ler esse ainda, comprei pela simpatia dela e de toda a equipe da Valentina (comprando 4 livros, você ganhava um desconto, então deixei eles irem recomendando livros até eu escolher os 4).



Comentários Gerais :
Não consegui ir a muitos, mas adoro o café literário, você entra às vezes pra ouvir alguém que você nem sabe quem é e escuta muitas coisas legais. Ouvi um sobre a formação de leitores no Brasil e um sobre Nelson Rodrigues e outros escritores que escreviam sobre o Rio. Meus pais foram há muitos e inclusive voltaram com os livros do Laurentino Gomes e da Miriam Leitão autografados.
Consegui muitos marcadores e muitos, mas muitos bottons .
Os preços estavam diversos, alguns valendo a pena, outros não, mas dava para comprar feliz. Comprei bastante coisa da minha lista, mas foquei em autores nacionais e livros que precisavam ser autografados.
Adorei conversar com o pessoal das editoras, com alguns pobres coitados eu reclamava mesmo (sorte da responsável da Harlequin que nem eu, nem minha amiga a achamos).
Pablo da Novo Século,Vanessa da Intrínseca, Felipe da Agir, as moças da Ve R, as caixas da Leya, pessoal da Gutenberg, a moça fã da Carina na Record, os atendentes da Rocco, o pessoal da Valentina, muito obrigada pela atenção, pelos bottons e pela ótima bienal.
Pena que acabou, já quero outra rs

Por Aline Costa

Fotos do Evento e autógrafos.