quarta-feira, 11 de março de 2015

Resenha # 8 A Saga de Otori O Piso-Rouxinol

Em sua fortaleza de muralhas escuras, o senhor e assassino Iida Sadamu observa seu famoso piso-rouxinol. Construído com grande pericia, esse piso canta a cada passo de quem tente atravessá-lo. Nenhum ser humano consegue passar por ele sem ser ouvido. Mas, num remoto povoado das montanhas, na parte alta das terras vastas e antigas do Três Países, mora um menino fora do comum. Ele ainda está por descobrir sua verdadeira identidade e o grande mistério que lhe confere o poder de destruir as ambições assassinas de Iida.
Criado entre os Ocultos, povo isolado e voltado para o desenvolvimento da mente, Takeo conhece apenas os caminhos da paz. No entanto, ele tem os dons sobrenaturais da Tribo - Uma audição extraordinária, a capacidade de estar em dois lugares ao mesmo tempo, o poder de se tornar invisível.
Quando sua vida é salva pelo misterioso Senhor Otori Shigeru, Takeo inicia a jornada que o levará ao encontro de seu destino, no interior das muralhas de Inuyama. Em seu trajeto ele irá conhecer vingança e traição, honra e lealdade, beleza e magia, além da avassaladora paixão amorosa.
O piso-rouxinol, o primeiro livro da trilogia A saga Otori, é uma historia vigorosa, uma extraordinária obra de ficção , de magnitude épica e de brilhante imaginação. O mundo mítico dos Otori é inesquecível.

Opinião :

Comprei após uma recomendação. Logo nas primeiras paginas me vi submersa na historia. Uma historia muito bem construída, de conteúdo que prende do começo ao fim. Adorei todos os aspectos do livro, a narrativa é envolvente, os personagens foram muito bem desenvolvidos, tanto os personagens principais quanto os secundários e o cenário baseado no Japão e em sua cultura ficou ótima. O livro é repleto de reviravoltas, intrigas politicas e traições, que achei muito bem arquitetadas pelo escritor. Sobre sistemas de magia, achei bem diferente e gostei do modo que o autor introduziu na historia. O final do livro foi incrível e triste.  Ele faz aflorar várias emoções e por isso vale muito a pena. Enfim, o livro é pequeno, mas muito bom, recomendo.