sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Resenha #37 Aurora, de Felipe Folgosi



Um pescador presencia em alto-mar um fenômeno natural nunca visto antes. Essa experiência o transforma em algo maior do que um simples humano, um herói moldado pela evolução natural, que acaba perseguido pelo governo norte-americano por conta de seus poderes.

Autores: Felipe Folgosi (roteiro), Klebs Junior (adaptação e layout), Leno Carvalho (desenhos), Nelson Pereira (arte-final), Stefani Rennee, Márcio Manyz, Thiago Ribeiro, Rodrigo Fernandes, Carlos Lopez e Marcio Freire (cores).


Um excelente quadrinho nacional 

Um quadrinho de ótima qualidade, possui roteiro e desenhos excelentes, esses reproduzidos de forma perfeita em boa parte da obra.Primeiro trabalho do ator Felipe Folgosi. Publicado pelo Instituto dos Quadrinhos, o projeto foi viabilizado através de financiamento coletivo. 

É um trabalho interessante e que prende o leitor. Ele conta a historia de um pescador exposto à radiação de uma tempestade cósmica, e com isso ele acaba tendo vários tumores pelo corpo. Sua esposa pede ajuda a um padre da cidade, mas como ele também não é capaz de ajuda, ele procura  seu irmão um físico alcoólatra, e esse leva Raphael para tratamento em uma universidade. E não posso deixar de comentar da filha do pescador, não sei o motivo mas gostei muito dela mesmo sendo um coadjuvante, ela conseguiu transmitir a sensação de que algo aconteceria.  E a partir desse ponto descobrimos o que na verdade aconteceu com ele, estou me empolgando e vou parar por aqui para não fornecer spoiler, mas o ritmo da historia se desenvolve muito bem a partir desse momento. 

A historia é simples, e teve seus momentos de clichês, mas temos elementos que fazem o leitor querer descobrir o final, mesmo esse sendo um pouco previsível. O quadrinho tem um bom ritmo e reviravoltas empolgantes. E  tudo se encaixa muito bem sem deixar pontas soltas. 

Como toda ficção cientifica ele apresenta conceitos interessante. Enfim é um quadrinho nacional que recomendo como uma forma agradável de entretenimento. 



                                                                                      Postado por Priscila Leite Mantovani