terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Resenha #36 Eleanor & Park, Rainbow Rowell




Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e "grande" (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. 


Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.



Livro surpreendente!!! <3

Eleanor e Park me pegaram de surpresa, um livro reconfortante e comovente, tudo ao mesmo tempo! Eu não estava esperando me conectar tanto com os personagens principais, mas acabei me prendendo de maneira unica nessa historia. Eu amei Eleanor e Park, parecia que seu relacionamento não iria dar certo, mas foi algo único. Era muito bom ver o quanto eles cuidavam um do outro. E mesmo sofrendo tantos preconceitos eles passaram por cima de tudo. 

Todos os personagens nesse livro eram estranhos, peculiares e individuais. A Rainbow soube fazer personagens tão reais. 

Eu me apeguei muito ao Park, ele teve momentos não tão honrados, mas ele possuía sentimentos nobres e tentava melhorar sempre. 

Sobre a família de Eleanor, sabemos que muitas crianças e jovens, passam por isso e isso é uma dura realidade, não vou entra em detalhes para não dar spoiler, mas quando você ler sobre ela, pare e reflita. 

Sobre os pais de Park eles eram complexo em relação ao filho. Esse livro nos mostra como os pais são importantes da vida dos filhos e em seu desenvolvimento, mas como eles podem ser controladores. 

E o final foi surpreendente, tudo se encaixou com perfeição, eu fiquei preocupada com os personagens. Foi intenso e real mas deixou sequelas. 

No geral, eu amei esse livro - os personagens, o romance, a escrita e a forma como tudo se desenrolou. Um dos melhores romances que li. Definitivamente recomendo. 




Postado por Priscila Leite Mantovani