sábado, 29 de outubro de 2016

O retorno de Lobo Solitário



- Definitivamente uma obra prima, um título obrigatório em sua coleção!

"
A morte caminha no vento e eu sou apenas uma folha. Meu corpo deve trilhar os seis caminhos: o do paraíso, do humano, do assassinato, da besta-fera, do demônio e do inferno. Ou deve passar através das quatro vidas: a semente, o ovo, o útero e a reencarnação. Para unir os opostos de Mu (vazio). Ogami, Ito"


Kozure Okami ou, como ficou conhecido por aqui, Lobo Solitário, começou a ser publicado em 1970 no Japão, consagrando-se como um dos títulos de maior sucesso, estima-se que foram vendidos mais de 8 milhões de exemplares na época. O mangá começou a ser serializada na revista "Weekly Manga Action", publicado pela editora "Futabasha", permanecendo em publicação por 6 anos e totalizando 28 volumes encadernados. No Brasil, a obra foi publicada inicialmente pela editora Cedibra no final do anos 80 e posteriormente, no início dos anos 90, pela editora Nova Sampa. Infelizmente ambas publicações não vingaram e ficaram incompletas. No entanto, no ano de 2005, a editora Panini publicou a obra e seguiu até sua conclusãi. 

O legado de Lobo Solitário, autoria dos mestres Kazuo Koike (roteiro) e Goseki Kojima (desenhos), inspirou e continua inspirando a criação de inúmeros filmes, animes, livros, mangás, comics, além de inúmeros autores espalhados ao redor do mundo.

- O retorno pela editora Panini:


Em abril deste ano, durante o evento Festival Guia dos Quadrinhos, a editora Panini confirmou o relançamento de Lobo Solitário. Praticamente após onze anos, finalmente teremos uma nova edição. A Panini não liberou muitas informações, mas salientou que a republicação seguirá os moldes das edições de Vagabond, ou seja, provavelmente teremos Lobo Solitário em papel offset (de boa qualidade), capa com orelhas, verniz e sabe-se mais lá o que. E para nossa alegria, segundo a página do Facebook da "Mangás Brasil", o preço do mangá "vazou". Confiram o print:

Como podem observar vazou até outro provável título da editora, mas isso fica pra outra matéria.
- Sinopse:

O mangá conta a história do ex-executor de elite do Shogun Tokugawa Ieyasu, Itto Ogami. Vítima de uma conspiração de um clã rival, a vida de Ogami transforma-se num verdadeiro inferno! Sua família é assassinada, tendo como único sobrevivente do massacre seu filho recém-nascido, Daigoro. Além disso, Itto perde - de forma desonrosa – seu título no Shogunato. Sendo assim, pai e filho trilham pelos caminhos do "Meifumadô" em busca de vingança. Itto, sob a forma de um samurai errante, um “ronin”, sem senhor ou lealdade, vendendo sua espada por dinheiro. Enquanto seu filho, o pequeno Daigoro, uma criança forte e determinada, acompanhará o pai até as últimas consequências.
- O mangá e suas sequências:

A primeira série em mangá de Lobo Solitário foi publicada entre os anos de 1970 a 1976 no Japão. A série completa foi compilada em 28 volumes e ganhou inúmeras republicações. A mais recente delas, salvo engano, foi concluída em 2013.


Capas das edições Aizouban publicadas entre 2011 a 2013 no Japão.
Em meados de 2003, a dupla Kazuo Koike e Hideki Mori; responsáveis respectivamente pelo roteiro e arte, juntaram-se e lançaram "Shin Kozure Okami" (Novo Lobo Solitário). A obra é uma sequência direta de onde terminou a série original. Em "Shin Kozuke Okami" acompanharemos a vida de Daigoro, o filho de Itto Ogami, após o sangrento desfecho da série original. A obra foi encerrada com onze volumes no Japão.

Capas do primeiro e último volume de "Shin Kozure Okami"
Por fim, em 2007 foi a vez de "Soshite, Kozure Ookami: Shikaku no Ko" (Mais Lobo Solitário:  Os Olhos da Criança). Esta sequência foi mais curtinha, sendo finalizada em 2011 com apenas cinco volumes.


- Filmografia e séries para TV:


Conforme mencionado, o legado de Lobo Solitário não limitou-se apenas aos mangás, mas expandiu-se para outras mídias. No cinema, os filmes ficaram conhecidos devido fidelidade ao mangá.


Relação dos filmes:

1972 - Lone Wolf and Cub: Sword of Vengeance
1972 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart at the River Styx
1972 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart to Hades
1972 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart in Peril
1973 - Lone Wolf and Cub: Baby Cart in the Land of Demons
1974 - Lone Wolf and Cub: White Heaven in Hell
1980 - Shogun Assassin

No Brasil, a "Versátil Home Video" lançou uma caixa com 3 DVDs, contendo os seis primeiros filmes de Lobo Solitário.

Quase que concomitantemente aos primeiros filmes, estreava a série de tv de Lobo Solitário na Terra do Sol Nascente. Nem é preciso dizer que o seriado foi um grande sucesso por lá. Os 79 episódios foram divididos em três temporadas exibidas entre os anos de 1973 até 1976.
 

Respectivamente primeira, segunda e terceira temporada do seriado de Lobo Solitário.
Por incrível que pareça, o seriado dos anos 70 foi exibido no Brasil pela Tv Record, sob o título de "O Samurai Fugitivo" durante a década de 80.

   Abertura da série de TV

- Veredito final:

Esse que vos escreve não recomenda, mas praticamente implora para que você acompanhe a saga de Itto Ogami junto de seu filho. Lembre-se "jamais julgue um livro pela capa", ou seja, nem cogite a possibilidade de imaginar que essa obra seja datada. Acredite, o mangá é capaz de instigar/provocar o leitor à inúmeras reflexões, como também causa um  prazer inenarrável diante da incrível arte do mestre Kojima.

Lobo Solitário vai além de qualquer estereótipo que um mangá ou qualquer outro quadrinho poderia "carregar", Lobo Solitário transcende a tudo isso e sobressai como um grande clássico. Portanto, independentemente de  sua preferência, esta obra é mais do que recomendada.
Um pai conhece o coração do filho, como só o filho conhece o do pai. Um estranho não entenderia.



Acompanhe-nos em nossas redes sociais:

- Página Leitura Mania no Facebook:
https://www.facebook.com/Leitura-Mania-618462511630488

- Grupo Leitura Mania no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/1411965975486942

domingo, 16 de outubro de 2016

Vamos falar de TERROR, por favor!

O desconhecido é sedutor e aterrorizante e nesse sentido Junji Ito é genial!

Famosa pelas obras de terror e fantasia, a editora DarkSide Books surpreende à todos anunciando seu primeiro título em mangá. Para começar com o pé direito, a editora publicará nada mais, nada menos, que "Ma no Kakera (Fragments of Horror)", excelente mangá do mestre Junji Ito.

O anúncio do mangá foi feito na última Bienal do Livro em São Paulo
Antes de falarmos a respeito de "Fragments of Horror", gostaríamos de apresentá-los ao mestre do  terror Junji Ito.


Junji Ito nasceu em 1963, na província de Gifu, no Japão. Ito interessou-se por mangás, especialmente os de horror, desde a mais tenra idade. Uma obra que o influenciou nesta época drasticamente foi "Hyouryuu Kyoushitsu (The Drifting Classroom)" do mestre Kazuo Umezu, além das obras do mangaká Shinichi Koga. Posteriormente, por volta do início dos anos 90, Ito começou a desenhar e escrever seus próprios mangás, enquanto conciliava com seu trabalho como técnico de prótese dentária. Vale ressaltar que em 1986 o autor havia ganhado uma menção honrosa no "Prêmio Kazuo Umezu", por um trabalho que enviará à revista "Gekkan Helloween"; uma publicação da editora Asashi Shinbunsha. E em 1987, inscreveu-se novamente e foi agraciado como vencedor com o mangá chamado "Tomie".

Se hoje Junji Ito é uma autoridade quando o assunto é mangá de terror japonés é devido sua genialidade, sem dúvidas. Entretanto, é inegável, e o próprio autor adimite, suas influências por inúmeros mangakás e escritores como Katsuhiro Otomo (isso mesmo, o autor de Akira), Yasutaka Tsutsui, Hideshi Hino, Furuka Shinichi e até mesmo por Howard Phillips Lovecraft, entre outros.

Entre os inúmeros trabalhos de Junji Ito, provavelmente os mais conhecidos no Ocidente são "Tomie", que conta a história de uma garota que após ser morta e esquartejada por seus próprios colegas de classes, volta para se vingar de todos eles. "Uzumaki", onde ficamos conhecendo uma cidade que está amaldiçoada e obcecada com espirais. Além de "Gyo", um conto bem bizarro onde todos os peixes do mar “desenvolvem” pernas e vem à superfície tocar o terror.

(Por favor "DarkSide Books", caso estiverem lendo esta matéria - quanta pretensão né kkkk - por favor, publiquem as demais obras do mestre Junji Ito).

-
Ma no Kakera (Fragments of Horror):
A capa de "Fragments of Horror" é um misto entre a obra "O Grito" do pintor norueguês Edvard Munch com um toque especial do autor
 Ma no Kakera começou a ser serializado entre os anos de 2013 e 2014 no Japão, estes contos foram serializados em duas revistas japonesas: a Nemuki e a Shinkan - esta última publicou apenas o conto: "Mimi Kosuru Onna (Mulher sussuro)". Posteriormente, todos os essas historietas foram compilados em um único volume. Em "Fragments of Horror", o leitor irá se deparar com histórias "impregnadas" com o estilo característico e habilidoso do mestre Junji Ito. Com uma narrativa singular e viciante, Ito consegui produzir histórias, embora as vezes curtas, mas extremamente estranhas e/ou horripilantes.

A impressão que tive ao ler este mangá, embora as histórias sejam independentes, foi que há uma certa "conexão" entre elas, uma espécie de mensagem moral. Onde personagens são punidos por traições, estupidez, submissão, e assim por diante.

Dos oito contos, embora tenha gostado de todos, os que mais me impressionaram foram: "Kuroi  Tori (Pássaro Negro), onde acompanharemos o desespero do protagonista para livrar-se de um "pássaro" nada peculiar, além de Kaibou-chan (Dissecção), uma garotinha fascinada por dissecções, além de "Mimi Kosuru Onna (A Mulher Sussurante") e Nanakuse Kyokumi.


Segue a relação dos contos:

1 - Futon
2 - Mokuzou no Kai (Mansão Assombrada de Madeira)
3 - Tomie Akai High-neck (Tomie: Gola alta vermelha)
4 - Yuruyaka na Wakare (A Vagarosa Despedida)
5 - Kaibou-chan (Dissecção)
6 - Kuroi Tori (Pássaro Negro)
7 - Nanakuse Kyokumi
8 - Mimi Kosuru Onna (A Mulher Sussurante)
 
"Fragments of Horror" será a grande surpresa da editora DarkSide Books para o ano de 2017. O título estreará o novo selo da editora, "Tokyo Terror". Ainda não foi divulgado a data exata de lançamento, muito menos os detalhes de como será a edição nacional. Contudo, gostaríamos que a DarkSide Books preservasse ao máximo todos os detalhes desta belíssima edição.

Detalhes da edição norte-americana publicada pela editora Viz

A edição norte-americana, publicada pela editora VIZ nos EUA, e a edição especial japonesa possuem capa dura, além destes efeitos especiais em alto relevo na sobrecapa. Seria MUITO interessante se na edição nacional mantivessem todos estes mesmos "mimos"!

Enfim, fica a dica do "Blog Leitura Mania", espero que gostem.


Acompanhe-nos em nossas redes sociais:

- Página Leitura Mania no Facebook:
https://www.facebook.com/Leitura-Mania-618462511630488

- Grupo Leitura Mania no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/1411965975486942

Meus mangás Parte 02 | Sailor Moon, Speed Racer, Parasyte, Steins Gate ....

 https://www.youtube.com/watch?v=7mYUL4wPkJ4

Olá pessoal, tudo bem? 

Dando continuidade a série de vídeos mostrando a minha coleção de mangás, aqui vai a segunda parte:


Em breve teremos mais. Espero que tenham gostado =)
Por favor, qualquer sugestão é sempre bem-vinda,

Aproveito a ocasião para convidá-los a conhecerem nossa página no Facebook e inscrever no canal do YouTube.

- Conheçam nossa página no Facebook:
https://www.facebook.com/Leitura-Mania-618462511630488/
- Inscrevam-se no canal do YouTube:
https://www.youtube.com/channel/UCpLyw5hYQv_Vteh4K9M6SKQ
 

Dois clássicos de peso retornando em grande estilo!

 As últimas semanas têm sido intensas para os leitores de quadrinhos, especialmente para os apaixonados por mangás. As editoras Panini e JBC anunciaram o retorno de dois títulos conhecidíssimos e aclamados pelos leitores! Ficou curioso para saber quais são? Observe a imagem abaixo:

Saint Seiya kanzenban
Exatamente meus amigos, os mangás de Saint Seiya (Cavaleiros do Zodíaco) e Slam Dunk retornarão em breve e em grande estilo, diga-se de passagem! Desta vez sem miséria, ambos  serão republicados em edições especiai.

No último dia 30, a editora JBC, através do seu canal no YouTube - Henshin Online - anunciou nada mais, nada menos, que a edição definitiva e luxuosa de Saint Seiya. Esta edição definitiva ou simplesmente kanzenban, como é chamada no Japão, foi publicada por lá entre os anos de 2005 a 2006 e finalizada com 22 volumes. No Brasil, Saint Seiya foi publicado pela editora Conrad e posteriormente pela JBC, no entanto esta será a primeira vez que teremos a publicação do kanzenban. E para nossa felicidade, ou não, a editora JBC divulgou o preço e formato e demais detalhes da nova edição de Saint Seiya, o mangá está a venda na Amazon Brasil. Confiram:

É hora de elevarmos nossos Cosmos ao máximo!
 Em contrapartida, a Panini não ficou pra trás. A editora havia "cantado a bola" que republicaria um clássico do mestre Takehiko Inoue, um dos maiores mangás de esporte já criados até hoje: o espetacular Slam Dunk! Esta preciosidade havia sido publicada pela editora Conrad também. Contudo, para nossa alegria e para a tristeza do nosso bolso, a edição da Panini será baseada na edição definitiva (kanzenban). Ah, e distintamente da versão anterior, da editora Conrad, a nova edição terá apenas 24 ao invés de 31 volumes. Mais detalhes acerca de Slam Dunk foram divulgados no Facebook pela editora sênior da Panini Mangás, Beth Kodama:

 "Em maio deste ano, anunciamos Slam Dunk, obra sobre basquete do grande mestre Takehiko Inoue, autor de Vagabond. Porém a intenção era trazer conforme foi publicado originalmente no Japão pela primeira vez, ou seja, formato tankoubon completo com 31 volumes, com 192 páginas pb, papel pisa bright (jornal), baratinho pra ser mais acessível. MAS... VOCÊS, LEITORES, pediram por algo diferente! E a Panini decidiu tentar, mesmo com tudo dando errado e indicando que seria impossível. E sairia caro. Porque o kanzenban custa mais ou menos uns 50 temers. Inviável pular de 13,90 pra 50! E o licenciante também não tem arquivos daquela caralhada de páginas semi-coloridas... não dava pra trazer o kanzenban exatamente no formato em que foi publicado no Japão desde 2001.

Então... optamos por um meio termo.


O formato será o mesmo de Vagabond! 17,90, offset, com 8 páginas coloridas, 240 páginas por volume mais ou menos, orelhas e completo em 24 volumes (bem menos que a proposta de 31 volumes, o que facilita pro leitor colecionar).

Por enquanto, será bimestral. Mais detalhes na semana que vem!"


O primeiro volume de Slam Dunk encontra-se à venda na Fnac, LigaHQ e Amazon Brasil.
Aproveitem!
 
- Tá, mas o que é esse tal de "kanzenban"?

Bem, conforme explicitado diversas vezes no decorrer desta matéria, uma edição kanzenban seria uma publicação luxuosa e definitiva. Em geral, estas publicações possuem maior número de páginas que os habituais volumes de mangás (tankōbons), apresentam papel de melhor qualidade, formato diferenciado (geralmente são maiores), contém inúmeras páginas coloridas, além da capas com ilustrações diferentes das edições em tankōbon.

Lembrando que 2016 promete grandes emoções, ainda mais com a chegada da Comic Con Experience (CCXP), muitos lançamentos e anúncios poderão acontecer durante o evento.

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Leitura de Setembro | Sr. Bliss, Noite de Faca, A Biblioteca Invisível ...

Boa tarde!! Saiu vídeo novo no canal. Vocês já viram????

Realizei essas leituras no mês de Setembro, quase consegui cumprir minha meta rsrs :) 










sábado, 8 de outubro de 2016

Meus Mangás Parte 1 | Blog Leitura Mania


Vídeo novo no canal!!!!
Um pouco sobre minha coleção !!!! Compre pela Amazon e você estará colaborando com o canal!!! Amazon: http://amzn.to/2bJtwEG Mangás mencionados no vídeo: Shaman King ( Editora Jbc) Full Metal Alchemist (Editora Jbc) Kimi ni Todoke ( Panini) Kimi ni Todoke (Viz) Vampire Knight (Panini) Paradise Kiss ( Conrad) Biografia Osamu Tezuka ( Conrad) Nausicaa (Conrad) NO. 6 ( New Pop) Zucker Studio Seasons ( New Pop) Usagi Drop (New Pop) Azumanga Daioh (New Pop) Death Note (Editora Jbc) Eden (Editora Jbc) Nodame Cantabile One Punch Man (Panini) Sugar Sugar Rune (Panini) KareKano (Editora Jbc) Colegio Ouran (Panini) Conde Cain (Panini) Dawn ( Nova Sampa) Gurren Lagann (Nova Sampa) Os Mercenários Gourmet (Conrad) Alice Hearts ( New Pop) •SIGA NAS REDES SOCIAIS• ・Blog: http://leituramanialer.blogspot.com.br/ ・Facebook: https://www.facebook.com/Leitura-Mania-618462511630488/?fref=ts ・Twitter: https://twitter.com/LeituraMania ・Instagram: https://www.instagram.com/pri_blogleituramania/ ・Skoob: https://www.skoob.com.br/usuario/1547372 ・Google+: https://plus.google.com/u/0/+priscilamantovanileituramania/posts ・Goodreads: https://www.goodreads.com/user/show/41277587-priscila-cara-a-mantovani • Quer anunciar seu livro, produto ou blog? Entre em contato através do e-mail: ipris2014@gmail.com







sábado, 1 de outubro de 2016

Tsutomu Nihei: Um raio-X do autor!

Pense em um artista único, um sujeito capaz de harmonizar os elementos mais ricos da ficção científica com uma arte riquíssima em detalhes e cheia de energia. Pois é caros amigos, estamos falando de mais um ilustríssimo convidado da Comic Con Experience 2016. Estamos falando do grande mangaká Tsutomo Nihei, autor de Sidonia no Kishi (Knights of Sidonia), mangá publicado pela editora JBC no Brasil. 


O autor estará presente no "Samurai Alley", um espaço criado especialmente para os fãs de cultura japonesa. Dentro dessa área, a julgar pelo ano passado, a cena se repetirá, ou seja, teremos novamente milhares de atrações fantásticas. A propósito, ano passado o blog marcou presença no evento e felizmente conseguimos autógrafos do mangaká Hiro Kiyohara, desenhista de Another. Foi épico!

- Biografia:
Tsutomo Nihei estudou arquitetura e chegou a trabalhar durante um ano no exterior, porém sua carreira como mangaká só começou quando regressou à sua terra natal. Em 1995, Nihei publicara seu primeiro one-shot chamado "BLAME!", o mangá foi agraciado com o prêmio Four Seasons Awards, da revista Afternoon Magazine. Posteriormente, trabalhou como assistente do experiente mangaká Tsutomu Takahashi, iniciando sua carreira profissional com a serialização de "BLAME!".

Os sucessos do autor foram consecutivos, demonstrando toda sua versatilidade e atraindo olhares do ocidente. No entanto, seu maior feito veio em 2009, com o mangá Sidonia no Kishi. Os trabalhos de Nihei são cultuados no Japão e fora dele, várias obras do autor foram licenciadas pela Ásia, Europa e América do Norte. No Brasil, por enquanto, apenas dois trabalhos foram publicados: Abara, pela editora Panini, e Knights of Sidonia que é publicado pela editora JBC.

Obras:

Blame - 1997
Sabrina - 1998
NOiSE - 2001
Dead Heads - 2002
Snikt! - 2003
BioMega - 2004
Digimortal - 2004
Abara - 2006
Blame Gakuen! And So On - 2008
Sidonia no Kishi - 2009
Ningyou no Kuni - 2016

- Obra em destaque, Sidonia no Kishi:


Publicado pela editora Kodansha (Jãpão) e finalizado em 15 volumes knights of Sidonia foi um dos títulos de maior sucesso do mangaka. No Brasil, o mangá conta com seis volumes publicados pela editora JBC.





Sinopse:

Num futuro distante, depois que a Terra foi destruída por misteriosos alienígenas chamados Gauna, os pouco humanos que restaram lutam pela sua sobrevivência. E é nesse contexto que conheceremos Tanikaze Nagate. A bordo da enorme nave Sidonia, o último reduto da humanidade. Nagate torna-se um recruta, um "guardian" e passa a pilotar o Tsugumori (um mecha/robô). A batalha pela sobrevivência da humanidade começa agora!