sábado, 28 de fevereiro de 2015

ASSASSINATION CLASSROOM 4

 
Autor: Yusei Matsui
Demografia: Shounen (Shounen Jump)
Periodicidade: Bimestral – Em andamento no Japão com 12 volumes
 
Esse volume 4 acompanha o ritmo dos primeiros volumes, como sempre continua engraçado.  Para mim, um dos melhores títulos nas banca atualmente. Uma pena ele ser bimestral, e como o anime está em andamento, ajuda a dar um ritmo ainda melhor na leitura. Recomendo.
 
 
 
 

Resenha #5 O bicho- da - Seda

Sinopse: Quando o romancista Owen Quine desaparece, sua esposa apela ao detetive particular Cormoran Strike. No inicio, ela pensa apenas que o marido se afastou por alguns dias - porque ele já fez isso antes - e quer que Strike o encontre e o traga para casa.
Mas, à medida que Strike investiga, fica claro que há mais no desaparecimento de Quine do que percebe a mulher. O romancista acabara de concluir um manuscrito retratando de forma venenosa quase todos que conhece. Se o romance for publicado, destruirá a vida de muitos. Muita gente, portanto, pode querer silenciá-lo.
Quando Quine é encontrado brutalmente assassinado em circunstancia bizarras, começa uma corrida contra o tempo para entender a motivação de um assassino impiedoso, um assassino diferente de qualquer outro que Strike já viu.


Opinião :

Então esse é o segundo livro de Robert Galbraith ( é o pseudônimo de J.K. Rowling, autora da série de Harry Porter, de Morte súbita). O primeiro romance com o detetive Strike é o Chamando de Cuco. Esse livro me chamou atenção apenas nas primeiras paginas, ele ficou um pouco cansativo, demorou muito para chegar no êxtase do livro , o assassinato, e na minha opinião isso era o cerne da historia.  Antes de comprar o livro cheguei a ler uma opinião que ele tinha elementos semelhantes aos livro da Agatha Christie, mas não concordei com isso. É um livro que você lerá até o final, o final foi um pouco surpreendente, o que fez  com que eu comprasse o Chamando de Cuco, recomendo somente para aqueles que realmente gostam de um romance policial.


Resenha #4 One Piece Blue - Grande arquivos de dados

One Piece Blue de Eiichiro Oda, é um volume único em edição especial, ele possui paginas coloridas. Nele você vai conferi todos os segredos e bastidores das primeiras sagas de One Piece.  Em duas seções "Data File" sobre os personagens  e o mundo da série; e "Marking Of" sobre os bastidores, como detalhes sobre a produção e do autor. Um grandioso compêndio azul, como o mar aberto, para você desbravar ainda mais o mundo de One Piece!

Opinião:
A edição está caprichada possui paginas coloridas, e orelhas nas capas. A leitura é rápida li em meia hora.  O que mais gostei foram os testes, e as historias extras. Para quem acompanha a série, ajuda a lembra de momentos que já passaram. E esse é apenas o segunda de seis databooks da franquia publicados no Japão até então.
Recomendo.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Resenha #3 A revolução do Pouquinho

Esse é um livro que ganhei do site Skoob, um site sobre livros, é um site em que você pode catalogar seus livros, ver os lançamentos, é um site sempre atualizado. E além que ele oferece cortesias, como esse livro que ganhei de um sorteio, no final do ano passado. E o que achei o máximo também que o livro veio autografado e com um marcador de páginas. Agora vou falar um pouco sobre ele :

Sinopse:

O autor desmistifica soluções aparentemente fáceis, como aproveitar a virada do ano para listar nossos objetivos e passarmos, de uma hora para outra, a agir da maneira como gostaríamos. Para Zugaib, as famosas promessas de ano-novo não dão certo e, como você já deve ter descoberto por experiência própria e ele está certo. O método apresentado no livro mostra que as verdadeiras revoluções são feitas em pequenas partes. É preciso incorporar pequenas atitudes à rotina para que, aos pouquinhos, torne-se possível atingir objetivos maiores. O livro poderá ser lido, portanto, de duas maneiras. Linearmente, do começo ao fim, ou de forma aleatória, por capítulo. O autor, aliás, recomenda as duas formas de leitura. Sobre a possibilidade de abrir o livro e lê-lo ao acaso, ele diz: “Pode ser que o ‘pouquinho’ que você lerá naquele momento seja exatamente o que está faltando para transformar seu dia e mantê-lo firme no propósito de construir a sua ‘Revolução do Pouquinho’”.

Opinião:

Foi um livro que li muito rápido , apenas uma semana. O livro é gostoso de ler, para quem atua na área de Recursos Humanos, que é o meu caso, o livro é recomendado. Mas eu também o recomendo para todos que querem fazer uma mudança em sua vida. O que achei bem interessante são as partes em que você tem que aplicar o que ler. E na minha opinião quando se ler algo e tentar se refletir sobre aquilo a leitura se tornar ainda mais intensa.


terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Resenha #2 O Nome do vento

Sinopse:

Essa é a história de Kvothe (ou Kote) – um homem misterioso que dá vida ao personagem principal de O nome do vento. Encarnando ora o herói, ora o vilão desta fascinante aventura, ele vai levá-lo a um mundo habitado por seres fantásticos e inesquecíveis. Vai guiá-lo através dos momentos marcantes de sua vida: o amor por uma cortesã; o trágico assassinato dos pais por um grupo demoníaco; a ousada experiência na escola de magia; as dificuldades da infância numa cidade assolada pelo caos. Mais do que isso: ele lhe dará a chave para desvendar a verdadeira identidade do homem por trás da lenda.

Sobre:


O “O nome do Vento” é o primeiro livro da trilogia As Crônicas do Matador do Rei, criada pelo escritor  Patrick Rothfuss e lançado no Brasil pela editora Arqueiro.
Durante uma entrevista, o autor Patrick afirmou que quando se é um devorador de livros como ele, acaba por perceber que no fundo as histórias são todas mais ou menos iguais, ou seja, partilham padrões, estruturas e estereótipos semelhantes – opinião com a qual concordo plenamente. Talvez tenha sido essa percepção e experiência com inúmeras histórias diferentes os fatores responsáveis por uma obra tão diferente de tudo que já li.
Nesta provocante narrativa, o leitor é transportado para um mundo fantástico, repleto de mitos e seres fabulosos, heróis e vilões, ladrões e trovadores, amor e ódio, paixão e vingança. Mais do que a trama bem construída e os personagens cativantes, o que torna O nome do vento uma obra tão especial – que levou Patrick Rothfuss ao topo da lista de mais vendidos do The New York Times – é sua capacidade de encantar leitores de todas as idades.
Kvothe é um homem enigmático que esconde sua verdadeira história sob a identidade do simplório proprietário da hospedaria Marco do Percurso, Kote. Depois do aparecimento de criaturas estranhas pelas redondezas da cidade, um cronista recém-chegado suspeita que Kote possa ser o protagonista de várias histórias e feitos incríveis que rondam a região. Por inúmeras razões, Kote decide relatar a trajetória de sua vida para o cronista. O livro aborda os fatos narrados por Kote e que contam sobre sua infância numa trupe itinerante, sobre como sua família foi assassinada pelo misterioso grupo chamado de Chandriano, sobre como foram os anos vividos nas ruas da cidade de Tarbean e como ingressou na Universidade a fim de aprender a arte de nomear as coisas e também de reunir informações sobre o Chandriano.
Kvothe é um personagem ímpar, extremamente inteligente, audacioso, orgulhoso e, por vezes, incauto, sempre disposto a colocar seus recém- adquiridos conhecimentos em prática. Depois de perder sua família, se vê lutando para sobreviver nas ruas de uma grande cidade, dormindo ao relento, roubando comida e sofrendo. Seu único conforto é seu alaúde e a música, herança de seu passado como artista de trupe. Seu apego ao alaúde é tão grande e forte que rendem situações de arrasar qualquer pessoa que tenha um coração.
É um livro que recomendo, a narrativa irá transporta-lo para dentro do livro.

Resenha #1 Paradise Kiss



Sinopse: Hayasaka Yukari, 17 anos, está para prestar o vestibular. Ela sempre se dedicou aos estudos, tentando ser a primeira da classe, e mesmo estudando bastante faz cursinho , por pressão de sua família.
Um belo dia, Yukari está indo para o cursinho e um punk  aborda-a, dizendo ser seu "dia de sorte". A garota, pensando ser um assalto (ou até mesmo coisa pior), foge, e acaba esbarrando em uma mulher com roupas estranhas, a qual Yukari chama de Shinigami ("deus da morte", em japonês), assim, a garota desmaia.
Quando acorda, ela descobre que está no ateliê de um grupo de formandos da Yazawa Gakuen, uma escola um tanto diferente, onde alunos e alunas do Ginásio  até a faculdade, podem se dedicar às matérias comuns e algum ramo da moda. O grupo é formado pelo estilista George (Joji em japonês ), com talento e ego descomunais, e seus auxiliares, Arashi, o punk, Miwako, uma linda menina, e Isabella, um travesti (que ela confunde primeiramente com um shinigami). Essas pessoas estavam procurando uma modelo  para desfilar para eles no concurso que encerra o último ano letivo deles na universidade de moda, mas Yukari ainda assustada com a aparência estranha daquelas pessoas recusa o convite e vai embora, porém, ela deixa sua Identidade Estudantil  cair.
George não desiste dela, Yukari fica curiosa a respeito dos planos do grupo, e acaba, depois de alguma resistência, embarcando na aventura e pagando um alto preço por isso, já que sua família fica toda contra essa ideia.


Opinião: Paradise Kiss é da mesma mangaká de Nana, Ai Yazawa. A diferença de Paradise e Nana é que o primeiro tem um final mais concreto que o outro, e é mais antigo. É o meu queridinho, pois foi o primeiro mangá Josei( mangá voltado para mulheres adultas) que li. No mangá os personagem são mais velhos e tem atitudes mais "madura", eles transam, fumam e bebem. Isso faz a historia se aproximar mais da realidade. Fora os conflitos pelo qual eles passam, que são reflexos de uma nova geração de jovens adultos, que são independentes, mas que ainda possuem vínculos com os pais que precisam ser rompidos.  Os personagens de Ai Yazawa, tem personalidades fortes, são 'exóticos' , eles não se preocupam com a opinião dos outros. Sobre ele tenho que dizer que me encantei por todos, principalmente pela protagonista e seu par romântico.






O Blog Leitura Mania começou como um desejo de expor minhas experiencias literárias, e com o intuito de pode armazenar todas as informações sobre livros, mangás, quadrinhos e o mundo geek em geral. E o desejo de compartilhar todas essas informações com outros leitores e apaixonados por esse mundo. 
 Um blog escrito por quem é apaixonado pela arte.